Outsourcing motiva parceria entre paranaense Gateware e KPMG

Empresas que alocam profissionais precisam de alta flexibilidade para atuar em cenários distintos

“Cada projeto e cada cliente têm necessidades específicas e ter capacidade para atuar entre realidades distintas é um fator decisivo no outsourcing”, explica António Andrade, sócio-diretor SAP da KPMG

As multinacionais KPMG e Gateware juntaram forças para prestar serviços de terceirização e acompanhamento de profissionais de implementação de sistemas SAP. O foco é ganhar velocidade na contratação dos perfis mais adequados para cada serviço, uma demanda cada vez mais estratégica da área de TI.

“Uma carência comum das consultorias é receber currículos profissionais associados à demanda que existe na empresa de forma assertiva e rápida. Cada projeto e cada cliente têm necessidades específicas e ter capacidade para atuar entre realidades distintas é um fator decisivo no outsourcing”, explica António Andrade, sócio-diretor SAP da KPMG, que está na área de tecnologia desde o ano 2000. Ele tem experiência e expertise em projetos SAP globais, foi responsável pelo primeiro projeto de SAP S/4HANA no Brasil e pelo primeiro projeto de SAP S/4HANA no setor público, no mundo.


Por sua vez, as empresas que oferecem mão de obra para o outsourcing devem ter um time de profissionais com variadas especialidades. Segundo Priscilla Miranda, executiva de contas da Gateware, que atende empresas SAP em todo o Brasil, suprir esse mercado dinâmico desafia as empresas a se posicionarem de forma totalmente alinhada em todas as situações.

“Nosso time é preparado para aumentar a competitividade aos nossos parceiros, e por isso a suíte GW Outsourcing cresce de maneira significativa. A terceirização é uma tendência no mercado, especialmente pelo seu valor estratégico para um atendimento ágil”, destaca Priscilla, lembrando que essa suíte na Gateware apresentou um crescimento de 120% de 2021 para 2022. Fundada em 2000, com foco em tecnologia e inovação, a Gateware tem matriz localizada em Curitiba, e unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Argentina e EUA.

Entre os fatores que consolidam o outsourcing como uma tendência de mercado, acrescenta Priscilla, estão a redução de encargos trabalhistas para a empresa contratante, a folha de pagamento mais enxuta, a assertividade na contratação e a agilidade e flexibilidade no recrutamento.

Para atender a essas exigências, é preciso ter um time preparado. “Se o cliente precisa de alguém que apresente o domínio do inglês, aliado às habilidades tecnológicas e conhecimento da indústria, por exemplo, é necessário poder contar com esse profissional imediatamente”, destaca António Andrade.

Empresas que alocam profissionais precisam de alta flexibilidade para atuar em cenários distintos

Author:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.