Avançar para o conteúdo

A Berneck amplia horizontes

  • por

Às portas de completar sete décadas, companhia paranaense atenderá demanda do setor com uma nova unidade industrial em Lages no próximo ano

Desde 2018, a empresa desembolsou R$ 1,6 bilhão no projeto em Lages

Os produtos fabricados pela Berneck, como painéis de MDP, MDF e HDF e madeira serrada de pinus, utilizados nos setores de construção civil e decoração, tem tido uma procura extremamente aquecida. De acordo com o CEO André Fauth, a demanda é equivalente ao que a companhia teve em 2013, antes do início do ciclo de recessão pelo qual o Brasil passou. “Desde o segundo semestre de 2020 até agora, não está sendo vendido mais porque não existe capacidade excedente no Brasil”, conta.

Atualmente a capacidade de produção nas plantas industriais da Berneck em Araucária (PR) e Curitibanos (SC), somadas, é de 2,4 milhões de metros cúbicos. Este volume vai aumentar quando a unidade de Lages (SC) começar a funcionar, no início do ano que vem. Serão 500 mil metros cúbicos a mais de MDF e mais 450 mil de madeira serrada de pinus por ano. Desde 2018, a empresa desembolsou R$ 1,6 bilhão no projeto. O principal objetivo operacional da companhia, em 2022 quando completará 70 anos, será desenvolver a capacidade produtiva da nova planta catarinense, sem tirar os olhos do desempenho operacional das outras duas unidades fabris. “Em Lages teremos uma serraria e uma linha de MDF, com espaço para mais uma linha no futuro. No caso dos painéis, o objetivo é vender a produção no Brasil, mantendo sempre um pé na exportação”, detalha Fauth.

Com a nova serraria, a Berneck tem a intenção de aumentar o volume de vendas no país com madeira estrutural para construção civil em Woodframe – um sistema de construção a seco já consagrado nos Estados Unidos e Europa. Além disso, a empresa está focando na ampliação nos mercados de embalagens, molduras e moveleiro. “Sofremos muitos aumentos em todos os insumos na cadeia toda. Mas de forma geral, a companhia está conseguindo repassar ao mercado, sustentando os níveis de rentabilidade do negócio”, diz Fauth, dando conta que a companhia cresceu dois dígitos em vendas no ano passado e deve obter resultado ainda melhor neste ano. Pelos cálculos do CEO, a previsão é atingir um faturamento aproximado de R$ 3 bilhões em 2021.

A Berneck é a 51ª maior empresa da região e também a 21ª maior do Paraná, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado pelo Grupo AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Às portas de completar sete décadas, companhia paranaense atenderá demanda do setor com uma nova unidade industrial em Lages no próximo ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.