Avançar para o conteúdo

Contratações do BRDE somam R$ 322 milhões em novos investimentos no RS

  • por

Projetos contemplam obras em municípios, geração de energia, turismo e agronegócio

Do total de R$ 322 milhões, os contratos voltados ao agronegócio representam R$ 76,4 milhões

Com foco em áreas estratégicas ao desenvolvimento econômico e melhorias na infraestrutura urbana, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinou, nesta quarta-feira (15), um conjunto de operações que somam R$ 322 milhões em novos investimentos no Rio Grande do Sul.

Reunindo setores como cooperativas, empresas geração de energia com fontes renováveis, complexos turísticos e prefeituras, a assinatura ocorreu no Palácio Piratini e contou com a participação do governador Eduardo Leite e do secretário de desenvolvimento econômico, Edson Brum. Refletindo o bom momento do agronegócio e a retomada mais forte das atividades, o BRDE deverá fechar 2021 se aproximando da marca de R$ 1,3 bilhão em financiamentos apenas para o Rio Grande do Sul.

Além de crédito para investimentos para os quais o banco se valeu de diferentes fundings, os contratos incluem linhas de capital de giro – que ganhou espaço entre as operações por conta dos impactos da pandemia. Do total de R$ 322 milhões, os contratos voltados ao agro representam R$ 76,4 milhões. Destaque para os projetos de um frigorífico de frangos da Cooperativa Languiru e da ampliação das unidades da Cotricampo localizadas em Derrubadas e Humaitá. Neste ano, o banco soma mais de R$ 270 milhões em crédito contratado por produtores gaúchos.

“Como instituição comprometida com o meio ambiente, impacto social e boa governança, o BRDE fechará o ano alcançando resultados históricos. Mas teremos um 2022 de muitos desafios, por isso a importância de estarmos apoiando setores estratégicos, com maior capacidade de inovação e geração de empregos, além de sempre estarmos aliados ao agronegócio por tudo que representa para várias cadeias”, destacou a diretora de operações do BRDE, Leany Lemos. Juntamente com a atividade de incentivar o desenvolvimento da região Sul, acrescentou a diretora, o BRDE prioriza projetos com impactos ambientas e sociais positivos. “Somos um banco comprometido com a sustentabilidade.”

Foram assinados quatro contratos com prefeituras, cujas operações irão financiar projetos do sistema de iluminação pública. É o caso de Igrejinha e também em Parobé, onde o recurso ainda terá como destino a implantação de uma unidade de geração fotovoltaica e instalação de câmeras de segurança. Igualmente por meio do programa BRDE Municípios, as prefeituras de Viamão e São Gabriel celebraram contrato para obras de melhorias na mobilidade urbana.

Com a retomada gradativa do fluxo de turistas na medida que avança o programa de vacinação contra a Covid-19, os investimentos no setor representam uma grande demanda por financiamento junto ao BRDE. São também quatro as contratações deste setor realizadas nesta quarta (15) prevendo investimentos em parques turísticos no Estado ou como capital de giro para retomada, totalizando R$ 51,1 milhões.

Com o objetivo de apoiar empresas que tenham mulheres no comando (ou com mínimo de 40% de sócias) e produtoras rurais, o BRDE Empreendedoras do Sul oferece financiamento para investimentos fixos e capital de giro, ambos disponíveis no valor de até R$ 1 milhão.

Lançado neste ano, o programa de crédito específico para mulheres empreendedoras superou a marca de R$ 43 milhões em financiamentos autorizados apenas no RS, dos quais mais de R$ 28 milhões já com contratos assinados. Para que o crédito chegue ao maior número de interessadas, em especial beneficiando pequenas e médias empresas, uma das alternativas é atuar com instituições parceiras. É o caso do contrato que o BRDE celebrou com a ICC Serra, no valor de R$ 700 mil. Por meio do Banco do Povo, são liberados empréstimos pela modalidade de microcrédito para empreendedoras de vários municípios gaúchos.

Dois são os contratos que o BRDE está fechando para projetos de geração de energia com fontes renováveis. A principal contratação se refere à implantação de uma pequena central hidrelétrica (PCH), no município de Tio Hugo, projeto liderado pela Coprel – Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento, que terá financiamento do BRDE de R$ 81 milhões. A outra contratação se refere a um parque de geração de energia com placas fotovoltaicas desenvolvido pela Coopernorte, que atende clientes em Viamão e Santo Antônio da Patrulha.

Quer saber mais sobre negócios do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Projetos contemplam obras em municípios, geração de energia, turismo e agronegócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.