Avançar para o conteúdo

A pandemia transformou você em um profissional T-shaped?

  • por

O termo remete a um perfil multidisciplinar, capaz de transitar em vários campos e abrir novas possibilidades

As empresas brasileiras se adaptaram muito bem ao trabalho remoto

A pandemia veio para modificar a nossa maneira de viver a vida. A rotina foi alterada, as formas de carinho e amor foram transformadas. O nosso jeito de pensar já não é mais o mesmo. Com isso, veio uma grande pergunta: como ficarão as relações de trabalho? Como o mercado irá realizar a contratação de profissionais no pós-pandemia? Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), somente em 2021, quando ainda enfrentamos uma perspectiva mais dura das restrições para o controle da Covid-19, 2,7 milhões de vagas formais foram criadas no Brasil. O setor de serviços foi responsável pela criação de 1,2 milhão desses postos de trabalho.

No entanto, apesar dos resultados positivos, especialistas esperam uma desaceleração no número de contratações para 2022. Isso não significa que o mercado irá deixar de fazer ofertas ou que você não deve apostar em novas habilidades. Esse cenário modificado pela pandemia, e que está em processo de absorver novas demandas de trabalho, vem muito focado no profissional “T-shaped”. O termo remete a um perfil multidisciplinar, capaz de transitar em vários campos e abrir novas possibilidades.

O T-shaped é representado pela letra “T” por simplificar visualmente a composição do perfil. Ele possui uma camada horizontal recheada de competências e habilidades que o torna capaz de compreender diversas disciplinas dentro de sua área (mesmo que não se aprofunde em todas elas), e uma camada vertical, onde se encontram competências mais profundas que, de fato, entregam seu tipo de especialidade.

As soft skills também estão sendo muito valorizadas pelo mercado. Profissionais com inteligência emocional e foco na solução de problemas estão se destacando entre outros candidatos. Investir no desenvolvimento delas é uma ótima pedida para esse momento. Novas oportunidades também vêm com mais flexibilidade. As empresas brasileiras se adaptaram muito bem ao trabalho remoto. Agora, muitos recrutadores estão oferecendo a possibilidade de o colaborador escolher o modo de trabalho, seja ela home office, presencial ou híbrido.

O mercado está cheio de transformações e oportunidades. É hora de investir seus esforços em cursos pontuais e dar foco para as vagas que realmente te encantam. Afinal de contas, a pandemia nos ensinou que não podemos perder tempo com aquilo que não acreditamos.

*Responsável pelos Recursos Humanos da Bidese Construtora, de Curitiba

O termo remete a um perfil multidisciplinar, capaz de transitar em vários campos e abrir novas possibilidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.